sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017

POESIA - LAGARTA EM MUDA - THIAGO LUCARINI



Gesta o casulo
A beleza de então.

A lagarta em muda
Sepulta-se na crisálida.

É uma falsa morte
Totalmente premeditada.

Não seria a casca de transformação
Uma casa de pura ilusão?

Alguém deve gostar da lagarta.
Alguma lagarta deve gostar daquilo que é.

Afinal, as asas pesam, as cores pesam
E a vida em beleza é efêmera e curta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário