sexta-feira, 20 de janeiro de 2017

POESIA - CORPO POLÍTICO - THIAGO LUCARINI

Todo corpo
Expressa por si

E em si
A política

Da sua situação
Em rota de ação.

Todo corpo é manifesto.
Todo corpo é protesto.

O corpo
Fala

De amor,
Da dor,

Da cor,
Do gênero,

Do sexo
E da sua condição.

Da fé,
Do uso arbitrário,

Da política
Feita pelo Estado.

Dos costumes,
E dos vícios.

Todo corpo sustenta
A bandeira que é a própria cabeça.

E reforça a haste com acessórios políticos:
Roupas, calçados, anéis, tatuagens e afins.

Nem mesmo
Um corpo moralmente morto é neutro,

Pois muitos morrem
Em nome de alguma política imoral.

Portanto, todo corpo
É politicamente posicionado.

Cada qual, compondo
Uma estanque cerca social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário