sexta-feira, 4 de março de 2016

POESIA - DOR - THIAGO LUCARINI




A dor é o sentir mais puro
Aquém de qualquer mentira
Ou mediocridade, não há
Algo que doa pela metade
Só se dói por inteiro.

A dor clama a carne
Freme a frágil alma.
A dor marca em brasa
O homem a lembrar-lhe

De sua humanidade esquecida
De sua insignificância ante
Algo maior e inexplicável.
A dor é a chave modeladora.

Nenhum comentário:

Postar um comentário