quarta-feira, 21 de janeiro de 2015

POESIA - CONFISSÃO - THIAGO LUCARINI



Estes afagos que não mais aplacam
Este carinho revestido de espinhos
O beijo que não sacia
Um corpo, que é só isso
O rio nos afogou
É decretado o fim
O gozo tornou-se insosso
Sei que em parte é culpa minha
Se estou perdendo você
Não há perdão
Para está confissão
Ordinário choro
Pois deixei acabar
Algo tão bonito
O duradouro não era de ouro
Era feito de pó
E ao pó retornou.

2 comentários:

  1. Olá meus amigos, como é maravilhoso encontrar sites com este seu. Parabéns pelo belo trabalho, já estou seguindo.
    Aproveitando a oportunidade gostaria de compartilhar com você nosso
    blog. Ficaremos felizes por vossa visita e mais ainda se seguir-nos.

    AGUARDAMOS SUA VISITA

    Atenciosamente

    Josiel Dias
    http://josiel-dias.blogspot.com
    Rio de Janeiro

    ResponderExcluir
  2. Obrigado Josiel pelo carinho. Conhecerei também seu blog. Abraços.

    ResponderExcluir